Os 10 mandamentos da saia lápis.

Com visual sexy e ao mesmo tempo com tom de seriedade, a saia lápis continua agradando as mulheres de todas as idades. Seu retorno veio nos anos 2010 e até hoje ela se firma no guarda-roupa formando as mais diversas combinações que servem tanto para o trabalho, como para os momentos de lazer e diversão.

Como usá-la? Tirando dela todas as suas possibilidades de ser a melhor opção para o dia, para o escritório ou para a noite. Ela arrasa em todas essas situações. Mas tem seus segredos, que precisam ser desvendados para que não se torne uma roupa vulgar, engordativa ou cafona.

Pensando nisso, eu apontei os 10 principais conselhos na hora de usar a saia lápis, que você pode seguir, ou apertar o foda-se:

1. BUMBUM: a primeira providência ao experimentar uma saia lápis é olhar-se de costas num bom espelho duplo para ver como ficou. Em seguida, dê alguns passos para ver como ela (a saia) e seu traseiro se comportam em movimento.

 

 

2. EXCESSOS: saias lápis devem ficar longe de quem tem culotes e barriga? Não! Basta não usar com uma camiseta, camisa ou blusa muito justas,

Resultado de imagem para bunda grande saia lapis

3. COMPRIMENTO: o comprimento deve ficar por volta do joelho – ou um pouco abaixo, quanto mais curta for a saia lápis, menos elegante ela é.

Resultado de imagem para comprimento saia lapis

4. SUPORTE: se o tecido da saia for fino ou leve (malha, cetim, seda) use sempre com uma anágua de jérsei (ou qualquer tecido bem escorregadio) por baixo, para que ela caia bem, não marque a calcinha e nem grude de um jeito feio na parte de trás. Outra vantagem da anágua: evita que a saia deforme. Não sabe nem o que é uma anágua? Tá me chamando de bicha velha? Use saias de tecidos leves sempre com forro. Ficou claro sua cafona?

Resultado de imagem para saia lapis transparente

5. PROPORÇÕES: se você for baixa, jamais use com a camisa, camiseta ou blusa para fora da saia, isso não ajuda muito na silhueta. Sempre prefira usar com a parte de cima por dentro da saia, exceto quando existir a necessidade de esconder algo, tipo barriga, mas só se for do seu agrado, do contrário você deve usar como melhor lhe convém, não esquecendo da terceira peça que pode ser o truque certo para disfarçar o indesejado.

Resultado de imagem para saia lapis para baixinhas

 

6. SAPATOS: saias justas ficam ótimas com escarpin e sandálias de salto alto. Suportam também tênis. 

Resultado de imagem para saia lapis tenis

7. EVITE: saias justas detestam a companhia de sapatilhas de bico arredondado e sapatos de boneca.

Resultado de imagem para saia lapis sapatilha

8. CORES: saias justas em cores escuras diminuem quadris  e em cores claras, dobram o tamanho deles.

Resultado de imagem para saia lapis estampada

9. FENDAS: saias justas sem abertura atrás são perfeitas para gueixas. Se você não é uma delas e precisa dar passos normais ao andar não compre as sem fendas traseiras. Porém, fendas laterais podem ficar provocantes demais e acabar com a elegância do modelo.

Resultado de imagem para saia lapis fendas

10. TECIDOS: para que ela não estique e forme horrorosos bolsões no traseiro, prefira saias feitas com tecidos que tenham um pouco de elastano.

Resultado de imagem para saia lapis bunda

Agora é só correr atrás da sua, e não se esqueça de investir em uma clássica de qualidade, as de “modinha” estragam rápido e no máximo até junho você já se cansou dela.

E não se esqueça de não seguir regras, nada é mais cafona do que a palavra regra, você pode usar conselhos a seu favor ou apenas ignorá-los.

Seu corpo, suas roupas, sua cafonice.

 

 

 

1 Comemntário

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *